apresentação

Akpalô pode ser chamado de roda, proposta ou projeto, o fato é que nasce de um encontro entre educadores e artistas. Em um primeiro momento, a EACMA – Escola Família Agrícola de Ilhéus  – desejou fazer uma incursão fotográfica nas comunidades nas quais atua e a partir daí essa idéia evoluiu com a inclusão de um trabalho de pesquisa também com as histórias, naquele momento chamaram um fotógrafo e uma contadora de histórias para dar forma ao que se vinha pensando.

Com as discussões, a idéia encontrou o formato que apresenta hoje, tendo como base a memória, como linguagens centrais a narrativa oral e a imagem e, por fim, sustentada em três dimensões: formação, pesquisa e partilha com a comunidade. Outros elementos foram somados ao que vinha se delineando – corpo e música – e assim, outros educadores e artistas se juntaram à roda, que acabou, por fim, estendendo-se para além de Ilhéus.

Consideramos Akpalô um molde que pode ser adaptado a diferentes realidades e públicos, sempre tendo como fio condutor o contato e o reavivamento da memória individual e coletiva, a contação de histórias e o registro fotográfico.

Sem que a proposta pertença exatamente a alguém ou a alguma organização, diferentes projetos foram elaborados para viabilizá-la, ora encaminhada pela própria EACMA, ora pelos artistas individual ou coletivamente.

É assim que descortinamos o ano de 2011 com dois núcleos de trabalho:

Sofia, em Escada, Subúrbio Ferroviário de Salvador, em parceria com o Ponto de Cultura Sofia, atendendo a jovens e educadores.

EACMA, em Ilhéus, Baixo Sul da Bahia, cujo público-alvo são seus alunos e as comunidades às quais pertencem.

Este blogue é o nosso espaço de informação, troca e reflexão, aqui estará sempre à disposição todos os documentos relevantes especificamente do ciclo do projeto desenvolvido em 2011, nos núcleos Sofia e EACMA, além de todo o acervo construído e levantado a partir do trabalho com os mesmos.

Ao final de 2011, o projeto se encerrou, mas sem dúvida abriu suas portas para outros sonhos, outras iniciativas.

Seja bem vinda, seja bem vindo você que desejar travar contato com essa roda, essa proposta, esse projeto, Akpalô.